08/07/2017

O Lobo de Wall Street - Crítica


Olá pessoal, aqui é o Gustavo do canal A Cantina de Star Wars.

Eu sou muito fã do trabalho de Leonardo DiCaprio, é um dos meus atores favoritos e amo os filmes A Origem e Django Livre, mas um dos seus clássicos atuais eu não conhecia, e esse veio pelas mãos do diretor Martin Scorsese, o homem por trás de Taxi Driver, e outras parcerias com DiCaprio: Gangues de Nova York, O Aviador, Os Infiltrados Ilha do Medo, então eu poderia esperar muita coisa vinda de O Lobo de Wall Street. E esse filme corresponde todas as expectativas.


O filme conta a história de Jordan Belfort (Leonardo DiCaprio), baseada na história real do próprio, um corretor de ações que abre sua empresa em Wall Street e faz fortuna vendendo ações e cometendo práticas ilegais, lavando dinheiro na Suíça e consumindo muita droga! A história passa por toda sua trajetória de vida desde que sua primeira empresa quebra na "segunda-feira negra", e o faz começar do zero, com apoio de sua esposa Teresa (Cristin Milioti), ele vai trabalhar em um escritório menor, onde se destaca vendendo ações pequenas por grandes quantias, através da conversa e sua capacidade de convencer as pessoas.

Uma participação breve de Matthew McConaughey (que por coincidência ganhou o Oscar em 2014 por Clube de Compras Dallas, que estava concorrendo com DiCaprio com O Lobo de Wall StreetI) é bem marcante no filme, interpretando um experiente corretor, que aconselha Jordan a usar drogas, sair com prostitutas, a se masturbar, que tudo isso o ajudaria no sucesso. Jordan abre uma empresa com Donnie Azoff (Jonah Hill), onde o sucesso alavanca e o consumo de drogas vira excessivo, o sucesso de Jordan começa a chamar atenção do FBI, mas Jordan consegue driblar as investigações por um tempo. Jordan se divorcia e casa com Naomi LaPaglia (Margot Robbie) e usa o nome da tia de Naomi para lavar dinheiro na Suíça.

O filme é bem divertido, faz com quem assista torça por Jordan o tempo todo, o filme tem uma fotografia bonita e tem belos enquadramentos, bastante momentos cômicos e as cenas de uso de drogas traz uma estética fantástica. O filme é narrado por Jordan e em certos momentos ele quebra a quarta parede (que é quando o personagem conversa com o público, como em Curtindo A Vida Adoidado), ele explica algumas coisas sobre bolsa de valores, eu mesmo não entendi muito a respeito, mas dá pra entender o filme mesmo assim.


É um filme bem leve se tratando de narrativa, divertido e nem se sente passar suas 3 horas de duração, vale cada segundo. O filme tem bastante cena de consumo de drogas, sexo e nudez, mas em nenhum momento o filme é apelativo, mas não assista com seus pais por perto. Um grande diretor, um grande ator, com certeza o resultado seria um grande filme. A atuação de Leonardo DiCaprio é fantástica, a de Jonah Hill (famosos por fazer bastantes filmes idiotas) é surpreendente, mas achei Margot Robbie um pouco fraca, mas não compromete a qualidade do filme. Super recomendado!

Esse foi mais um filme que assisti do Desafio 52 Filmes em 52 Semanas, tenho conhecido cada vez mais filmes fantásticos, acho importante por uma meta pra conhecer filmes diferentes e ampliar o conhecimento em cinema. Você já assistiu O Lobo de Wall Street? O que achou? Comente aí!

O Lobo de Wall Street (The Wolf Of Wall Street, 2013)
Direção: Martin Scorsese
Elenco: Leonardo DiCaprio, Jonah Hill, Margot Robbie, Matthew McConaughy, Kyle Chandler, Jon Bernthal, Jon Favreau, Jean Dujardin.

Nota: ⭐⭐⭐⭐⭐

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram

Siga por e-mail

Receba nossas novidades por e-mail!

Delivered by FeedBurner